pten
  • 13
  • 13
  • 3
  • 6
  • 2
  • 14
  • 11
  • 12
  • 4
  • 5
  • 9
  • 10
  • 1
  • 7
  • 11
  • 8
  • 14
  • 12
  • 15

Em Rede  Ligações  Grupos de trabalho     

emRede - folha informativa

Folha Informativa nº 76 Dez 2017 - DESENVOLVIMENTO RURAL

CONFERÊNCIA EUROPEIA DA BIODIVERSIDADE - UMA NOVA PAC:
OPORTUNIDADES E AMEAÇAS PARA A BIODIVERSIDADE
Agri ambiente 

5 Dezembro 2017, Parlamento Europeu, Bruxelas

A Conferência focar-se-á na futura estratégia da agricultura e indústria agroalimentar e do seu impacto ambiental. Algumas de muitas questões que importa refletir: Como poderá a futura PAC responder aos desafios ambientais? Quais são as suas prioridades em termos climáticos e ambientais? Como redesenhar as políticas de forma a compensar os agricultores pelo fornecimento dos seus serviços de ecossistema?

Saber mais

7 MARAVILHAS SENTAM PORTUGAL À MESA

7 Maravilhas Mesa

“7 Maravilhas à Mesa” é a sétima eleição das 7 Maravilhas de Portugal®. Vinhos, pratos e petiscos, roteiros, eventos e experiências eno-gastronómicas vão fazer as “mesas” a concurso.

Saber mais

2.ª CONFERÊNCIA:
"ESTRATÉGIA REGIONAL DE ADAPTAÇÃO ÀS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS NO ALENTEJO"
4 de Dezembro 2017  -  Fórum Eugénio de Almeida, Évora
alentejo1 

As alterações climáticas são uma realidade a nível do planeta: as temperaturas estão a aumentar, os padrões de pluviosidade estão a mudar, os glaciares e a neve estão a derreter, o nível médio das águas do mar a subir. As alterações climáticas são uma das maiores ameaças ambientais, sociais e económicas que o planeta e a humanidade enfrentam na atualidade. Em Portugal, a resposta política a este problema requer uma intervenção imediata e enérgica, a nível nacional, tendo em conta as especificidades regionais, tanto no âmbito da mitigação das causas, como em termos de adaptação das condições e hábitos de vida das populações envolvidas.

Tendo como pano de fundo a Estratégia Nacional de Adaptação às Alterações Climáticas (Resolução de Conselho de Ministros nº24/2010, de 1 de Abril de 2010), esta conferência pretende debater as medidas a tomar a nível da região sobre este tema de crucial importância.

Por seu lado, os objetivos da “Estratégia Regional e Políticas Públicas de Adaptação às Alterações Climáticas para o Alentejo” são os de dotar a região e as suas instituições dos conhecimentos e projeções necessários, sobre o sistema climático, agrícola, ecológico, social e económico, para a adoção de uma estratégia inteligente de mitigação / adaptação às alterações climáticas.

Logo que se encontrem disponíveis, serão divulgados os resultados do evento.

ALDEIAS E PEQUENAS CIDADES, CATALISADORES DO DESENVOLVIMENTO RURAL

 Aldeia

O parecer adotado na última sessão plenária do Comité Económico e Social Europeu (CESE) a 18 de outubro - “As aldeias e as pequenas cidades como catalisadoras do desenvolvimento rural” - reflete a opinião do CESE quanto ao dever de revitalizar das zonas rurais europeias.

Saber mais

SEMINÁRIO DLBC NA HUNGRIA:
“CONSTRUIR COMUNIDADES LOCAIS RESILIENTES”
 comunidades1

O evento decorreu na cidade de Györ, entre 8 e 10 de novembro, sob o mote “A capitalização das experiências DLBC – Construir comunidades locais resilientes”. Em foco estiveram as questões da gestão e da avaliação no DLBC orientado para resultados, da cooperação e partilhas de experiências, cujas abordagens geraram propostas, alertas e desafios, numa importante oportunidade para contribuir para a melhoria da conceção e implementação do DLBC.

Saber mais

SECA - MONITORIZAÇÃO AGROMETEOROLÓGICA E HIDROLÓGICA:
DISPONÍVEL O RELATÓRIO DE 31 OUTUBRO 2017

seca1 

Encontra-se disponível o Relatório de 31 outubro 2017.

O conjunto de medidas de prevenção, contingência, regulação, mitigação e apoio, foram assumidas pela Comissão Permanente da Seca que reuniu a 30 outubro no MAFDR, tendo contado com a participação das diversas áreas governativas.

Ver mais informação: Monitorização da seca.

 

Aceder aos artigos:

base nov

 

destaque nov

sep2

sep3

sep 4

sep5

base folha 75.not 5