pten
  • 1
  • 13
  • 3
  • 6
  • 7
  • 9
  • 10
  • 13
  • 11
  • 14
  • 15
  • 12
  • 5
  • 4
  • 12
  • 20
  • 2
  • 8
  • 11
  • 14

Em Rede  Ligações  Grupos de trabalho     

emRede - folha informativa

Agenda da Inovação do MAFDR construída em processo participativo

IMG 5 3062Este ponto da ordem de trabalhos esteve a cargo de Gonçalo de Freitas Leal, Diretor-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural e de Nuno Canadas, Presidente do INIAV.

A Agenda da Inovação do MAFDR será apresentada publicamente no primeiro trimestre de 2019 na sequência de um processo participativo que envolve todas as organizações representativas do sector nos diversos momentos e tipologias de participação (inquérito, workshop, Cimeira da Inovação).

Para os resultados do inquérito que decorreu de julho a setembro através de questionário disponibilizado nos sites da RRN e INIAV, contribuíram 18 Centros de Competências, 11 associações, 2 confederações e 11 outras entidades.

No workshop realizado em Santarém, em 26 de Setembro, para aprofundar e sistematizar resultados do inquérito, participaram representantes do Grupo de Trabalho Inovação da RRN e Confederações Agrícolas.

Na AGRO INOVAÇÃO 2018, os resultados dos trabalhos realizados no âmbito das sessões temáticas (a publicar em breve nos sítios das entidades da Rede Rural Nacional, INIAV e no sitio do evento) irão contribuir para a construção desta Agenda.

A investigação, o conhecimento e a inovação do setor agrícola, pecuário, florestal e desenvolvimento rural, devem ter como visão tornar a agricultura, a floresta e as zonas rurais mais sustentáveis e produtivas, promovendo a transferência de conhecimento e de fatores de inovação através de um modelo interativo que integre os agricultores/empresas agrícolas, agro alimentares e outras do setor, a extensão, a educação e a investigação.

Foram identificados como desafios globais para o futuro da inovação na agricultura, pecuária, florestas e desenvolvimento rural: a segurança alimentar e nutricional; as doenças emergentes; as alterações climáticas; o uso eficiente dos recursos; a economia circular; a energia; água e uso sustentável; internacionalização e equilíbrio da balança comercial; recursos genéticos e revitalização e resiliência dos territórios rurais.

icon1