pten
  • 14
  • 13
  • 10
  • 6
  • 2
  • 7
  • 4
  • 12
  • 11
  • 12
  • 3
  • 5
  • 9
  • 8
  • 11
  • 14
  • 13
  • 1
  • 15

emRede - folha informativa

Opinião num minuto

 

BolsaNacionalTerras

     

 SAAF

 

  Parceria Portuguesa para o Solo 

 

produtos tradicionais

 

 

Pordata

 

 

 Em destaque

DGADR e Nova IMS assinam contrato para a criação de plataforma virtual de suporte ao Sistema de Conhecimento e Informação Agrícola (AKIS)

28-06-2022

Com o objetivo de fortalecer o ecossistema de inovação em agricultura e desenvolvimento rural, a Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural (DGADR) e a Universidade Nova de Lisboa – NOVA Information Management School (NOVA IMS) celebraram um contrato de cooperação. Em causa está a criação e implementação de uma plataforma virtual de apoio ao reforço do AKIS Nacional, no âmbito da constituição de uma Rede PAC Nacional.

Ler mais

Prorrogado prazo de candidatura ao concurso "Excelência da Organização da Produção"

20-06-2022

O prazo para apresentação de candidaturas referentes ao Aviso N.º 14/ C05-i03/2021 "Excelência da Organização da Produção" foi prorrogado, sendo que a nova data limite se encontra agora fixada até às 17 horas de 29 de julho de 2022.

Ler mais

PRR: Celebrados contratos dos primeiros projetos de Inovação na mitigação e a adaptação às alterações climáticas

08-06-2022

Numa cerimónia realizada hoje na Feira Nacional da Agricultura, em Santarém, foram apresentados e assinados os contratos dos primeiros projetos de investigação e inovação, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) e da Agenda de Inovação para a Agricultura 2030, que envolvem instituições do ensino superior, centros tecnológicos, organizações e produtores de todo o país.

Ler mais

Disponível vídeo e documentação do Webinar “Desafios da Salvaguarda e Valorização da Dieta Mediterrânica nos Territórios”

03-06-2022

O vídeo e os documentos apresentados no Webinar “Desafios da Salvaguarda e Valorização da Dieta Mediterrânica nos Territórios”, que se realizou no dia 31 de maio, via online. já estão disponíveis. Este evento teve como objetivo apresentar os resultados do Projeto TerritorialMED - Salvaguarda e Valorização da Dieta Mediterrânica nas regiões do território nacional.

Ler mais

Lançado convite para apoiar a recuperação e modernização nos Polos da Rede de Inovação

01-06-2022

Enquadrado no Plano de Recuperação e Resiliência de Portugal (PRR) foi hoje publicado o 2º Aviso Convite (AC) para apresentação de candidaturas à celebração de termos de aceitação de financiamento com os detentores dos Polos da Rede de Inovação que pretendam promover a recuperação e a modernização das suas infraestruturas e equipamentos.

Ler mais

Prorrogado prazo de candidatura ao concurso "Excelência da Organização da Produção"

09-05-2022

O prazo para apresentação de candidaturas referentes ao Aviso N.º 14/ C05-i03/2021 "Excelência da Organização da Produção" foi prorrogado, sendo que a nova data limite se encontra agora fixada até às 17 horas de 17 de junho de 2022.

Ler mais

Registo de candidaturas na plataforma e-fundos

21-04-2022

Foram rececionadas, na plataforma e-fundos do IFAP, um total de 70 candidaturas, das quais 32 no âmbito do Aviso N.º 09/ C05–i03/2021 projetos I&D+I – “Agricultura 4.0" e 38 no âmbito do Aviso N.º 10/ C05–i03/2021 projetos I&D+I – “Territórios Sustentáveis”.

Ler mais

Republicação dos Avisos da Bolsa de Iniciativas PRR

11-03-2022

Encontram-se republicados os Avisos de Abertura de concurso para apresentação de candidaturas a projetos de investigação e inovação em parceria, com introdução de alterações relativas ao número máximo de parceiros por parceria a constituir e alteração na afetação mínima por recurso humano. Para os Avisos N.º 09/ C05–i03/2021 projetos I&D+I – Agricultura 4.0 e N.º 10/ C05–i03/2021 projetos I&D+I – Territórios Sustentáveis foi prorrogada o prazo para entrega de candidaturas, tendo sido estabalecido a data limite para as 17 horas de 18 de abril.

Ler mais

Bolsa PRR regista inscrição de 83 iniciativas para projetos de Inovação

03-03-2022

A Direção Geral de Agricultura Desenvolvimento Rural (DGADR), através da Rede Rural Nacional, rececionou a inscrição de um total de 83 iniciativas para os Avisos N.º 09/ C05–i03/2021 projetos I&D+I – “Agricultura 4.0” e N.º 10/ C05–i03/2021 projetos I&D+I – “Territórios Sustentáveis”, enquadrados na Componente 5: Capitalização e Inovação Empresarial, da Dimensão Resiliência.

Ler mais

Bolsa de Iniciativas PRR: Abertura de 3 novos Avisos da Componente C05

02-03-2022

Encontram-se abertos, desde 28 de fevereiro de 2022, três novos Avisos abrangidos pela Componente C05 – Capitalização e Inovação Empresarial, integrada no Domínio «Resiliência» do Plano de Recuperação e Resiliência – PRR.

Ler mais

Manual de Boas Práticas da Batata-doce disponível online

manual batata doceO livro “Batata-doce. Manual de boas práticas agrícolas”, recentemente publicado, numa edição do INIAV — Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, está disponível online. Trata-se de um documento técnico que constitui uma verdadeira ferramenta para o agricultor.

O documento surge no âmbito do projecto +BDMira — liderado pelo INIAV — Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária — visa transferir informação que fomente a produtividade e a qualidade das raízes de batata-doce no Perímetro de Rega do Mira.

O Manual está organizado em quatro capítulos, sendo o primeiro dedicado à planta da batata-doce, nomeadamente à sua morfologia, ao ciclo cultural, às condições edafoclimáticas preferenciais para o seu crescimento e desenvolvimento e ainda sobre o valor nutricional das raízes comestíveis.

O segundo capítulo, o mais extenso, aborda as tecnologias de produção na cultura da batata-doce e as respectivas boas práticas a serem seguidas. De entre as práticas culturais destacam-se: a propagação das plantas, as rotações culturais, a preparação do terreno e a instalação da cultura, gestão da fertilização e da rega e o controlo de pragas e doenças que podem afectar drasticamente uma cultura, assim como a gestão de infestantes. O capítulo termina com as boas práticas na colheita, na pós-colheita e na conservação.

A avaliação económica da cultura é apresentada, no capítulo 3, destacando-se a conta de cultura como uma ferramenta para avaliar a competitividade e a sustentabilidade da cultura.

No quarto e último capítulo discutem-se as estratégias de valorização da cultura da batata-doce no Perímetro de Rega do Mira onde, desde 2009, foi reconhecida pela União Europeia a Indicação Geográfica Protegida “Batata-doce de Aljezur”. As propostas podem ser replicadas e ajustadas para outras zonas do País.

A cultura da batata-doce

Segundo o Manual, o aumento crescente da procura, por parte dos consumidores, por batata-doce é notório em todo o Mundo, devido às suas características organoléticas e nutricionais, tão divulgadas e difundidas, numa época em que o consumidor está cada vez mais informado e ciente das implicações da alimentação na saúde. Esta alteração de hábitos e de dietas nutricionais mais equilibradas vai interferir com toda a fileira da batata-doce, desde a produção até ao retalho.

A cultura da batata-doce está difundida em todo o Mundo, mas é o continente asiático que se destaca como o principal produtor, seguido dos continentes africano e americano.

É no continente europeu que a produção de batata-doce é a mais baixa do Mundo, no entanto há uma tendência para um aumento da área de produção. Os principais países produtores são Espanha, Grécia, Itália e Portugal, embora haja outros países em que também se cultiva batata-doce, mas em menor quantidade.

Em 2018, Espanha destacou-se em área de produção (2 360 ha) (fig. 1), com um total de 59 863 t de raízes de batata-doce produzidas e Portugal com 23 470 t.

A área de produção europeia tem aumentado, sobretudo pelo incremento que se tem verificado em Espanha. Portugal, tem condições edafoclimáticas propícias para a cultura da batata-doce, nomeadamente no Algarve e no litoral alentejano, onde o seu cultivo se perde no tempo.

Nas regiões de Aveiro/Vagos, Oeste e Comporta, também pelas condições edafoclimáticas favoráveis e pelo mercado em expansão, é uma cultura emergente. Nos arquipélagos dos Açores e da Madeira a cultura também tem tradição.

Nos últimos anos as estatísticas apontam para uma área de cerca de 1 000 ha, mas estima-se que em 2020, este valor já seja de cerca de 1 500 ha, considerando Portugal continental e regiões autónomas.

Projecto +BDMira

Apesar de as condições favoráveis à cultura e ao interesse crescente dos consumidores por batata-doce, a produtividade desta cultura no Perímetro de Rega do Mira (PRM), onde cerca de 70% da área de produção se situa, tem vindo a diminuir, essencialmente pelo aparecimento de novos problemas fitossanitários devido à não utilização de material de propagação são e de adequadas tecnologias de produção, como a optimização da fertilização e a gestão da rega e ainda, metodologias de conservação mais adequadas.

Sabe-se que a multiplicação a partir de estacas da cultura do ano anterior e a falta de um controlo eficaz dos principais vectores de vírus (afídeos e moscas-brancas) têm vindo a perpetuar a incidência de vírus, afectando a produtividade e a qualidade das raízes. À produção nacional faltam assim viveiristas nacionais que disponibilizem plantas sãs, isentas de vírus e outras doenças.

No sentido da resolução dos problemas da cultura e com o propósito de incentivar os viveiristas e produtores a utilizarem um outro modelo de produção/dinâmica organizacional, com adopção de tecnologias de produção sustentáveis de: multiplicação in vitro e em estufa para material de viveiro; produção; e conservação pós colheita de raízes, surgiu o Grupo Operacional +BDMira – ‘Batata-doce competitiva e sustentável no Perímetro de Rega do Mira: técnicas culturais inovadoras e dinâmica organizacional’.

projecto +BDMira tem como parceiros o Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV), a Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Santarém (ESA/IPS), a Associação dos Horticultores, Fruticultores e Floricultores dos Concelhos de Odemira e Aljezur (AHSA) e dos produtores de batata-doce ASF Portugal Unipessoal e da Gemüsering Portugal Produção Hortícola.

Pode descarregar o livro “Batata-doce. Manual de boas práticas agrícolas” aqui.

Fonte: Agricultura e Mar

Bolsa de Iniciativas PRR

Bolsa de Iniciativas PRR

Portal da agricultura

portal agri icon 2 pequeno

 

Website

Inovação na Agricultura

 

Projeto 

AproximaR - Produzir
e Consumir Localmente

aproximar site icone

 

Plataforma

 Alimente quem o Alimenta 

alimente imagemsite

 

Folhas informativas

Folhas
Informativas

   

 

 

Redes Rurais EU 
Rede ENRD
EIP-AGRI
slovenian presidency
Comissão Europeia
WhatHorizon2020

 

 

 
 
Portugal 2020
PDR 2020
Prorural
Proderam2020
Gabinete de Planeamento, Políticas e Administração Geral (GPP)
Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas,I.P - IFAP