pten
  • pineiro
  • algarvias
  • cabras
  • mirtilo
  • porco
  • abobora
  • castanha
  • figoindia
  • abelhas
  • montado

emRede - folha informativa

 

PEPAC nacional peq

 

Opinião num minuto 

BolsaNacionalTerras

     

 SAAF

 

  Parceria Portuguesa para o Solo 

 

produtos tradicionais

 

 

Pordata

 

 

 Em destaque

"As cores da Agricultura" - Concurso de fotografia da Rede Rural Nacional

02-02-2023

A Rede Rural Nacional lança o concurso de fotografia "As Cores da Agricultura", que vai decorrer até dia 31 de março nas redes sociais Facebook, Twitter, Instagram, e Linkedin, dirigido a todos os interessados, sejam fotógrafos amadores, entusiastas ou profissionais. O objetivo deste desafio é descobrir e capturar as mais bonitas e fascinantes fotografias de paisagens, práticas culturais e atividades agrícolas, assim como pessoas e tradições que representem a cultura e o mundo rural em Portugal, dando ênfase à riqueza das suas tonalidades.

Ler mais

Aprovado o modelo de governação do Portugal 2030

25-01-2023

Com o início de um novo período de programação e no sentido de conferir uma maior sinergia, coerência, coordenação e complementaridade dos vários fundos europeus foi criado o modelo de governação para o período 2021-2027, incluindo o modelo de governação do Plano Estratégico da Política Agrícola Comum para Portugal (PEPAC) para o período de 1 de janeiro de 2023 a 31 de dezembro de 2027.

Ler mais

DGADR cria centro de investigação para desenvolver projetos de inovação em parceria nas áreas tecnológicas e de mecanização agrícola

23-01-2023

Com o objetivo de potenciar a transferência de conhecimento e tecnologia, a DGADR – Direção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural viu aprovada a criação do Polo de Inovação da Tapada da Ajuda - AgriHub destinado a acolher futuras atividades de investigação, formação, demonstrações, e de projetos de inovação em parceria, com a participação de diversas entidades públicas e do ensino superior, empresas, associações e outras organizações.

Ler mais

Disponível dashboard com dados relativos aos Grupos Operacionais

10-01-2023

Está disponível o Dashboard, um quadro interativo que apresenta dados georreferenciados do projetos desenvolvidos pelos Grupos Operacionais, com distribuição por setor, por entidades parceiras, e por montantes elegíveis e financiados das mais de 100 iniciativas promovidas por um total de cerca de 500 parceiros.

Ler mais

Portugal tem projetos inovadores no regadio e na gestão de albufeiras

28-12-2022

A Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural (DGADR) tem promovido e apoiado vários projetos inovadores, que incluem o recurso a novas tecnologias na gestão do regadio e albufeiras, contribuindo para a eficiência dos recursos hídricos e práticas sustentáveis.

Ler mais

Dia Mundial do Solo: Onde a alimentação começa! Gestão sustentável do Solo em Viticultura

14-11-2022

A ADVID - Associação para o Desenvolvimento Da Viticultura Duriense, enquadrado nas comemorações dos seus 40 anos, conjuntamente com a Parceria Portuguesa para o Solo, realiza no dia 5 de dezembro, em Valença do Douro, no âmbito da celebração do Dia Mundial do Solo, o Seminário “Gestão Sustentável dos Solos em Viticultura”.

Ler mais

PDR2020: Abertura de candidaturas a jovens agricultores para apoiar a plantação de vinha

03-11-2022

Estão abertas até 22 de dezembro de 2022 em todo o território do Continente as candidaturas às operações 3.1.1 e 3.1.2 no âmbito no âmbito do PDR 2020 para  Investimento na Exploração Agrícola (Viticultura). Os anúncios destinam-se a apoiar jovens agricultores, detentores de novos direitos de plantação de vinha, que se pretendem instalar pela primeira vez numa exploração agrícola, com uma dotação de 7,5 milhões de euros.

Ler mais

PDR 2020 Candidaturas Agricultura de precisão e inteligente

21-10-2022

Estão abertas candidaturas para apoiar a agricultura de precisão e inteligente, bem como a instalação de zonas de preparação e tratamento de resíduos de produtos fitofarmacêuticos, num montante de apoio de 24,5 milhões de euros, ao abrigo do pacote Next Generation.

Ler mais

Ministra da Agricultura garante apoios para a modernização e sustentabilidade do setor

13-10-2022

Uma agricultura mais moderna, competitiva e sustentável é fundamental para garantir a viabilidade do setor do ponto de vista ambiental, social e económico, salientou ontem a ministra da Agricultura e Alimentação, Maria do Céu Antunes, durante a sessão de encerramento da Cimeira Nacional de AgroInovação, que se realizou nos dias 11 e 12 de outubro no Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas - CNEMA, em Santarém.

Ler mais

Tecnologia ao serviço da sustentabilidade do agronegócio em destaque na Cimeira Nacional de AgroInovação 2022

20-09-2022

A Cimeira Nacional de AgroInovação 2022 realiza-se já nos dias 11 e 12 de outubro, no CNEMA, em Santarém, sob o mote “A inovação é o motor do setor”. O encontro dedicado às mais inovadoras soluções tecnológicas ao serviço do agronegócio vai dar a conhecer aos agentes do setor, e ao público em geral, o trabalho realizado por inúmeras parcerias estabelecidas no país, e demonstrar a importância da ciência e da tecnologia na agricultura. 

Ler mais

10 anos do Laboratório de Química da ACOS: “Capacidade reconhecida de resposta a novos desafios”

ACOS laboratorio quimicaO Laboratório de Química da ACOS reforçou esta semana a sua equipa para dar resposta ao aumento dos pedidos de análises de azeitona. A campanha da colheita da azeitona está a começar e, para uma eficiente gestão da qualidade, é importante determinar o momento ótimo para a apanha. Esta é apenas uma das várias análises feitas pelo Laboratório de Química da ACOS que, a funcionar desde 2012, foi o primeiro laboratório a ser acreditado no nosso país para análises de azeitona e de bagaço de azeitona.

Surgiu com características únicas em Portugal e tem vindo, ano após ano, a aumentar o número de amostras, de clientes e de novos métodos de análise. A fiabilidade dos métodos e a competência técnica dos recursos humanos do laboratório são validados regularmente por auditores externos e por ensaios interlaboratoriais a nível internacional. Recebe amostras de azeitona, azeite, bagaço de azeitona e óleo de bagaço de azeitona provenientes de todo o País. É muito procurado para análises ao azeite para comercialização, designadamente para o Brasil, um mercado de exportação exigente.

Está, em 2022, a assinalar 10 anos de funcionamento na perspetiva de continuar a alargar os reconhecimentos oficiais e a aumentar os métodos de análises ao azeite. Para conhecer um pouco melhor o percurso do Laboratório de Química da ACOS que, ao longo destes 10 anos, “tem vindo a afirmar-se como um laboratório imparcial e transparente que tem sido capaz de fidelizar muitos clientes (…) desde o início do seu funcionamento”, falámos com a sua responsável, Helena Monteiro. 

O Laboratório de Química da ACOS, inaugurado em 2012, está comemorar 10 anos de funcionamento. Quais são os principais factos que merecem destaque ao longo deste percurso de 10 anos?

A instalação de um laboratório com características inexistentes em Portugal, e o facto de ter sido o primeiro laboratório no nosso país a estar acreditado para análises de azeitona e de bagaço de azeitona constituem factos que distinguiram o percurso do Laboratório da ACOS ao longo destes 10 anos. Desse ponto de vista a ACOS disponibilizou, às partes interessadas do sector, um serviço inovador.

É também um facto que o Laboratório da ACOS tem vindo a afirmar-se como um laboratório imparcial e transparente que tem sido capaz de fidelizar muitos clientes ao longo destes anos. Há olivicultores e lagares, cooperativas e privados, que fazem as suas análises no nosso laboratório desde o início do seu funcionamento.

Julgo que também é de salientar que, de uma maneira geral, o Laboratório da ACOS tem vindo a responder às várias solicitações que têm surgido, quer em termos de capacidade de processamento de amostras, quer em termos de rapidez de emissão de resultados. O Laboratório tem uma estrutura muito flexível e um corpo técnico com capacidade reconhecida de resposta a novos desafios.

É importante realçar que a competência técnica do Laboratório da ACOS é regularmente atestada por auditores externos à ACOS - que avaliam o desempenho dos técnicos de Laboratório - e pela participação em Ensaios de Comparação Interlaboratorial, de âmbito internacional. Nestes ensaios, o Laboratório da ACOS analisa as mesmas amostras que são enviadas para vários laboratórios e os seus resultados são comparados e avaliados.

Finalmente salientaria o facto de termos ultrapassado largamente o âmbito regional. Temos clientes, por exemplo, de Trás-os-Montes, Douro e Ribatejo.

Quais os principais argumentos que poderá utilizar para destacar as mais-valias do Laboratório de Química da ACOS, tanto para a produção (no olival), como para a transformação (no lagar). E também no que respeita à comercialização?

Por um lado, trata-se de um laboratório acreditado e, portanto, com a sua competência técnica reconhecida. Por outro, encontra-se próximo dos clientes o que permite uma comunicação mais eficaz, indo ao encontro das suas necessidades específicas. Isto é verdade tanto para as análises de azeitona e de bagaço, como para as análises de azeite.

A comercialização é transversal às várias atividades que apontou, porque a azeitona, o bagaço de azeitona e o azeite são produtos transacionáveis. A comercialização assenta numa relação de confiança e um laboratório reconhecido é uma peça fundamental para que se estabeleça e se sustente essa ligação.

Em todo o caso, nas várias análises que temos realizado ao longo destes anos, eu destacaria a comercialização para exportação, designadamente para o Brasil, que tanto quanto me é dado a conhecer, trata-se de um mercado complexo. Temos tido várias solicitações de análises de azeite para exportar para este país, e temos tido a capacidade de dar resposta, quase individualizada, para que os operadores nacionais consigam ir ao encontro do que lhes é pedido pelos importadores.

Na sequência do crescimento e consolidação do laboratório ao longo do tempo, o que falta fazer? É previsível acrescentar novas valências?

Ainda durante este ano, esperamos alargar os reconhecimentos oficiais do nosso laboratório, o que representa sempre um crescimento importante e um incentivo para todos os técnicos que trabalham no laboratório. Estamos também em fase de implementação de novos métodos de análise de azeite, de modo a podermos alargar a nossa oferta. Nestes novos métodos está incluída a análise organoleptica, que é a análise sensorial do azeite, realizada por um painel de provadores devidamente treinado.

Temos ainda como objetivo, a médio prazo, alargar a oferta analítica a outros sectores.

Quais as perspetivas para a campanha deste ano?

Este é um ano de contra-safra e, portanto, as expectativas não são boas, principalmente nos olivais mais tradicionais. Este efeito não é tão acentuado nos sistemas mais intensivos, mas espera-se uma quebra pronunciada, principalmente se compararmos com o ano passado, que foi um ano de produção excecional.

Laboratório passou de três mil para quarenta e oito mil amostras

Ao identificar uma lacuna na região e até a nível nacional, no que diz respeito à análise da azeitona e do azeite, a ACOS inaugurou em outubro de 2012 um laboratório de química. O novo equipamento foi planeado para responder à necessidade sentida pelos olivicultores e lagares da região que, durante a colheita da azeitona, tinham de enviar as amostras para laboratórios espanhóis, por falta de capacidade de resposta em Portugal.

A juntar ao fator proximidade, o Laboratório de Química tem vindo a afirmar-se pela sua competência técnica, flexibilidade, aumento gradual das análises disponibilizadas, o que tem contribuído para o aumento de clientes e de amostras requeridas em cada ano. Na campanha de 2012/2013, o Laboratório recebeu cerca de 3300 amostras para análise, sendo que no ano seguinte já ultrapassou as 15 mil. Embora refletindo os anos de safra e de contra-safra, tem vindo a ocorrer um aumento gradual de análises solicitadas à azeitona, azeite, bagaço de azeitona. Na Campanha de 2018/2019 o número de amostras solicitadas aproximou-se das 36 mil. A última campanha, de 2021/2022, que coincidiu com um ano de produção excecional, o Laboratório da ACOS processou 48253 amostras.

O número de clientes também tem vindo a aumentar, quer sejam olivicultores, lagares privados e de cooperativas, laboratórios e entidades comercializadoras. O laboratório recebe amostras de azeitona, azeite, bagaço de azeitona e óleo de bagaço de azeitona provenientes de todo o País. 

Atualmente, o Laboratório da ACOS realiza análises para determinar o momento ideal para a colheita, avaliar e monitorizar a qualidade (rendimento e acidez) das azeitonas entregues no lagar, determinar a acidez do azeite extraído em poucos minutos, a qualidade do azeite produzido, as perdas de gordura no bagaço, análises para calibração de equipamentos NIR (Near Infrared Reflectance). A garantia de qualidade dos resultados é reconhecida pelo Instituto Português da Acreditação.

Bolsa de Iniciativas PRR

Bolsa de Iniciativas PRR

Portal da agricultura

portal agri icon 2 pequeno

 

Website

Inovação na Agricultura

 

Projeto 

AproximaR - Produzir
e Consumir Localmente

aproximar site icone

 

Plataforma

 Alimente quem o Alimenta 

alimente imagemsite

 

Folhas informativas

Folhas
Informativas

   

Agenda de eventos

 

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
2
6
7
8
11
12
13
14
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28

 

 

Redes Rurais EU   
   
Comissão Europeiasweden eu 100

 

 

 
 
Portugal 2020
PDR 2020
Prorural
Proderam2020
Gabinete de Planeamento, Políticas e Administração Geral (GPP)
Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas,I.P - IFAP