facebook_cover_out22.JPG
abelhas.jpg
abobora.jpg
cabras.jpg
figoindia.jpg
pinheiro.png
porco.jpg
mirtilo.jpg
serpentinas.jpg
montado.jpg
previous arrow
next arrow

emRede - folha informativa

 

alimente imagemsite


SAAF.png

 

sir logo4

 

Parceria Portuguesa para o Solo

BolsaNacionalTerras

 

produtos tradicionais 

 

Pordata

 

 

 Em destaque

Votações abertas para o favorito do público dos Prémios de Inovação PEI-AGRI

15-04-2024

Há seis projetos portugueses entre os 30 nomeados para os Prémios de Inovação da PEI-AGRI, cuja entrega está prevista para o dia 7 de maio, no Centro de Congressos do Estoril.

Ler mais

Comissão Europeia propõe revisão da Política Agrícola Comum para apoiar agricultores da UE - inquérito de 7 de março a 8 de abril

18-03-2024

A Comissão Europeia propôs uma revisão de certas disposições da Política Agrícola Comum (PAC), com o objetivo de simplificar e manter uma política forte, sustentável e competitiva para a agricultura e alimentação da UE. As propostas, relacionadas com a condicionalidade e os Planos Estratégicos da PAC, visam reduzir o fardo relacionado com os controlos para os agricultores da UE, proporcionando-lhes maior flexibilidade para cumprir certas condicionalidades ambientais. As administrações nacionais também beneficiarão de maior flexibilidade para aplicar certos padrões.

Ler mais

Publicada Portaria que define estrutura e funcionamento da Rede Nacional PAC

15-03-2024

A Portaria n.º 108/2024/1, que define a estrutura de governação e funcionamento da Rede Nacional da Política Agrícola Comum (RNPAC) no âmbito do Plano Estratégico da PAC (PEPAC), foi publicada hoje, 15 de março, em Diário da República. A Rede Nacional PAC vem dar seguimento ao trabalho da Rede Rural Nacional na partilha de informação, de experiência e de conhecimento no setor agrícola. A RN PAC tem coordenação técnica da Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural (DGADR), atua em todo o território nacional e integra os intervenientes no Sistema de Conhecimento e Inovação da Agricultura (AKIS).

Ler mais

Seis Grupos Operacionais portugueses nomeados para os Prémios de Inovação da PEI-AGRI

13-03-2024

Há seis projetos portugueses entre os 30 nomeados para os Prémios de Inovação da PEI-AGRI, cuja entrega está prevista para o dia 7 de maio, no Centro de Congressos do Estoril. O principal objetivo desta distinção é reconhecer e premiar os Grupos Operacionais da PEI-AGRI que desenvolveram práticas, soluções, produtos e processos inovadores.

Ler mais

Aprovada medida excecional de compensação pelo acréscimo de custos de produção da atividade agrícola e pecuária

28-02-2024

A portaria n.º 72/2024, de 28 de fevereiro, foi publicada hoje em Diário da República. O diploma estabelece as regras gerais de uma medida excecional e temporária de compensação, pelo acréscimo de custos de produção da atividade agrícola e pecuária, ao abrigo do Decreto-Lei n.º 28-A/2023, de 3 de maio, e dos artigos 34.º e 35.º do Regulamento (UE) 2022/2472, da Comissão, que declara certas categorias de auxílios no setor agrícola e florestal e nas zonas rurais compatíveis com o mercado interno.

Ler mais

Publicados apoios para atenuar efeitos da seca e da inflação no setor agrícola

23-02-2024

Foi publicada hoje, em Diário da República, a Resolução do Conselho de Ministros n.º 28/2024, que institui apoios para atenuar os efeitos da seca e da inflação sobre o setor agrícola. O diploma aprova “a criação de instrumentos de caráter excecional que assegurem a compensação da perda de rendimentos dos agricultores decorrente da situação de seca no País” e também “cobertura por fundos nacionais de quebras de rendimento não cobertas por fundos europeus”.

Ler mais

Portugal acolhe a conferência europeia “Grupos Operacionais PEI-AGRI: Inovação na prática” em maio

03-01-2024

A conferência “Grupos Operacionais PEI-AGRI: Inovação na prática” realiza-se em Portugal de 6 a 8 de maio de 2024, no Centro de Congressos do Estoril. A Rede Nacional PAC, suportada pela Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural, é parceira na organização deste evento de responsabilidade da EU CAP Network (Rede PAC da União Europeia).

Ler mais

Aprovados estatutos das CCDR, I. P. com transferência de atribuições e competências nas áreas da agricultura e pescas

05-12-2023

O Decreto-Lei n.º 36/2023, de 26 de maio, procedeu à reestruturação das Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR), convertendo-as em institutos públicos de regime especial integrados na administração indireta do Estado, passando a designar-se por Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional, I. P. (CCDR, I. P.). Através deste processo, as CCDR, I. P., passaram a assumir um conjunto de novas atribuições e competências e a constituírem-se como os serviços que coordenam as respostas de âmbito regional do Estado, incluindo as competências nas áreas da agricultura e pescas.

Ler mais

Lançamento da Rede Nacional PAC

30-11-2023

A Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural (DGADR) lançou oficialmente a nova imagem da Rede Rural Nacional, agora denominada Rede Nacional PAC, durante o evento "Trabalho em Rede - Parcerias, Inovação e Sustentabilidade". O lançamento ocorreu na Torre do Tombo, em Lisboa, no dia 28 de novembro. Veja o video a seguir

Ler mais

Três projetos portugueses entre os finalistas nos Prémios ARIA 2023. Vote já! 

07-11-2023

A EU CAP Network anunciou os finalistas da quinta edição dos Prémios ARIA - Agricultural and Rural Inspiration Awards 2023 (antigos Prémios RIA - Prémios de Inspiração Rural) e o período da “votação popular”, aberto a todos os cidadãos, já está a decorrer. Entre os 24 projetos nomeados, encontram-se três iniciativas nacionais: o i9Kiwi, The Landscape Farm, e Pepe Aromas.

Ler mais

DRAP Algarve divulga projeto de produção de salicórnia apoiado pelo PDR2020

salicornia MG 3917No âmbito dos roteiros “aMAR a Terra” a DRAP Algarve divulga projetos regionais apoiados pelo PDR2020. Salivitae, empresa que desenvolve uma Unidade de Produção de Salicórnia, é uma das responsáveis pela execução de um desses projetos. Com um custo total de 111.244€, com financiamento comunitário de 41.717€ e nacional de 13.905€, o projeto insere-se na medida 3. “Valorização da produção agrícola” e nas ações 3.1  “Jovens Agricultores” e 3.2 “Investimento na exploração agrícola”, e assenta na instalação de dois jovens agricultores, associados na empresa "Salivitae, Lda."

sediada no concelho de Portimão, com o objetivo de desenvolverem uma unidade de produção intensiva, em 4.600 m2 de estufas, de Salicornia, cuja produção se destina essencialmente à exportação, e ao mercado nacional, a médio/longo prazo.

A salicórnia (também conhecida por Sal Verde ou Espargo do Mar) é uma planta halófita, que vegeta naturalmente em ambientes na proximidade do mar, sendo por isso tolerante a um certo grau de salinidade. 

A aposta num projeto de produção intensiva de salicórnia, deveu-se ao elevado potencial que esta planta representa, a nível alimentar e farmacêutico, e à sua procura atual, especialmente ao nível do mercado externo. O mercado europeu, em 2014, consumiu cerca de 20 ton. de salicórnia, por semana, procurando produto com qualidade controlada, o que perspetiva uma boa oportunidade comercial.

A localização desta exploração, a norte da Figueira/Mexilhoeira Grande/Portimão, a cerca de 3 Km do mar, implicou a necessidade de serem criadas as condições ambientais adequadas ao desenvolvimento desta planta, especialmente ao nível da água da rega (teor de sal) e no sistema de iluminação artificial, de forma a potenciar as produções, o que confere um caráter inovador ao projeto.

Com este sistema pretende-se obter colheitas escalonadas ao longo do ano, para assim garantir um fornecimento regular deste produto e assim conseguir uma maior fidelização de clientes.

O projeto consta da instalação de 4.600 m2 de estufas, para produção intensiva de Salicórnia, em ambiente controlado, localizado em zona afastada do ambiente marinho, onde vegeta naturalmente esta planta.

Com vista a adequar as condições de salinidade necessárias ao desenvolvimento desta planta, foi necessário efetuar a impermeabilização da área de produção e o controlo do teor de sal da água utilizada na rega, de forma a permitir a sua reutilização e a proteção do solo.

Ao nível dos equipamentos, foi instalado um sistema fotovoltaico, que sustenta o sistema de rega e um sistema de iluminação artificial (lâmpadas led), de forma a complementar a luz solar, nos períodos em que esta é deficitária, e assim ser possível otimizar as condições de produção.

Foi igualmente necessário a aquisição de uma câmara frigorífica, de forma a conservar as plantas nas condições adequadas até à sua comercialização.

Durante o desenvolvimento do projeto houve necessidade de adequar o modelo de cultivo, testado e presente na Holanda e Israel, às condições locais, especialmente no que se refere à preparação do solo, métodos de germinação, controlo da irrigação, regulação do fotoperíodo e períodos de colheita, de forma a potenciar a produção, em quantidade e qualidade.

Depois de uma fase de experimentação e adaptação, que decorreu principalmente no ano de 2018, os primeiros resultados chegaram em abril de 2019. A partir desse momento, a colheita é efetuada de 1 a 2 vezes por semana, para que o produto chegue sempre fresco às prateleiras. 

Ao nível produtivo, estima-se uma produção anual de 15 toneladas, em três ciclos de produção, com quatro meses cada.

A produção destina-se principalmente para a Holanda, considerado o maior importador europeu, que funciona como grande retalho da salicórnia, como também para a Alemanha, Bélgica, Polónia e República Checa. 

Quanto ao mercado nacional, ainda é considerado residual, já que este produto ainda é desconhecido dos consumidores.

Além da salicórnia fresca, a empresa está igualmente a apostar na desidratada, liofilizada e triturada, em pickles e em conserva, de forma a poder chegar a nichos de mercados diferentes.

Pelo facto destas plantas serem pouco exigentes a nível nutricional e as suas necessidades em água serem relativamente baixas, e por outro lado, em termos de mercado se perspetivar um aumento no seu consumo, entende-se que este tipo de investimento poderá ser replicado, especialmente em zonas mais desfavorecidas, contribuindo assim para o desenvolvimento destas áreas.

PEPAC nacional peq

 

logotipo akis pequeno

Plataforma
AKIS Portugal

 

Website

Inovação na Agricultura

 

emRede newsletter icon

Newsletters

 

  Plano Nacional da Alimentação Equilibrada e Sustentável

 Projeto 

AproximaR - Produzir
e Consumir Localmente

aproximar site icone

 

 

Bolsa de Iniciativas PRR

Bolsa de Iniciativas PRR

  

Agenda de eventos

 

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
3
4
6
8
12
13
14
15
16
21
22
24
25
26
27
28
29

 

 

Redes Rurais EU   
   
Comissão Europeia

 

 

 
 
Portugal 2020
PDR 2020
Prorural
Proderam2020
Gabinete de Planeamento, Políticas e Administração Geral (GPP)
Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas,I.P - IFAP